Normas Regulamentadoras

NR 3 - EMBARGO OU INTERDIÇÃO


Publicação

Portaria GM n.º 3.214, de 08 de junho de 1978

Atualizações

Portaria SSMT n.º 06, de 09 de março de 1983

Portaria SIT n.º 199, de 17 de janeiro de 2011

3.1 Embargo e interdição são medidas de urgência, adotadas a partir da constatação de situação de trabalho que caracterize risco grave e iminente ao trabalhador.

3.1.1 Considera-se grave e iminente risco toda condição ou situação de trabalho que possa causar acidente ou doença relacionada ao trabalho com lesão grave à integridade física do trabalhador.

3.2 A interdição implica a paralisação total ou parcial do estabelecimento, setor de serviço, máquina ou equipamento.

3.3 O embargo implica a paralisação total ou parcial da obra.

3.3.1 Considera-se obra todo e qualquer serviço de engenharia de construção, montagem, instalação, manutenção ou reforma.

3.4 Durante a vigência da interdição ou do embargo, podem ser desenvolvidas atividades necessárias à correção da situação de grave e iminente risco, desde que adotadas medidas de proteção adequadas dos trabalhadores envolvidos.

3.5 Durante a paralisação decorrente da imposição de interdição ou embargo, os empregados devem receber os salários como se estivessem em efetivo exercício.



Ver todas as Normas Regulamentadoras (NRs)

Fonte: Escola Nacional da Inspeção do Trabalho enit.trabalho.gov.br